class="post-template-default single single-post postid-17 single-format-standard has-sticky-header">

Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Crise? Invista em Marketing Online e minimize os efeitos!

Empresas fechando. Pessoas sendo demitidas. Investimentos escassos. Impostos subindo.

O cenário da economia atual está sendo um grande desafio para as empresas. E para piorar: especialistas acreditam que a crise que vivemos será longa e pode até piorar.

Num cenário desse, resta às empresas e seus gestores buscarem alternativas criativas e inovadoras para se manter no mercado, conquistando novos clientes e fechando novos negócios.

E como o marketing online pode ser uma estratégia criativa e inovadora para ajudar sua empresa durante a crise? Há várias respostas:

– É menos custoso que o marketing tradicional/offline:

Ações de marketing tradicional, como inserções em rádio ou TV, e anúncios em mídia impressa, se bem-feitas, costumam produzir bons resultados. Exigem, porém, um investimento alto e muitas vezes proibitivo (principalmente para pequenas e médias empresas). Outro ponto é que tais  ações podem atingir um grande número de pessoas que não se interessam por seu produto ou serviço, fazendo com que esse investimento não tenha retorno. Já no marketing online, os custos tendem a ser bem menores e permitem que a empresa anunciante alcance seu público-alvo de forma mais assertiva, abordando exatamente quem é seu público, sem desperdício de recursos.

– Permite um retorno imediato:

Diferente do marketing offline onde o cliente impactado não consegue interagir na hora com a mídia, no marketing online um cliente que vê um banner, um email, um post, pode imediatamente interagir, comprar um produto, solicitar um contato, assinar uma newsletter. Com isso o retorno sobre o investimento é potencializado e totalmente mensurável.

– Permite acompanhamento em tempo real:

Uma grande vantagem do marketing online é que tudo pode ser medido. É possível identificar no detalhe quais ações geram mais resultados e, consequentemente, mais retorno para a empresa. É possível identificar qual público está se interessando em seus produtos ou serviços, como eles navegam em seu site, como compram, realizar pesquisas, conhecer a fundo a pessoa que foi impactada por sua marca.

– Permite correções de rota:

No marketing offline não é raro acontecer de se lançar uma campanha de divulgação e apenas após o início se perceber que algo podia ter sido feito diferente, ou que há algum erro de comunicação. E quando se percebe isso, os anúncios já estão impressos, jornais em circulação, filmes gravados, spots sendo divulgados.  E para corrigir leva-se tempo e gera um grande aumento de custos. Já no marketing online é possível alterar uma estratégia, uma peça de comunicação, um banner, a qualquer momento. Basta retirar a peça “problemática”, subir uma nova e, pronto, corrige-se o problema.

– Permite a compra por lead:

Uma modalidade relacionada ao marketing online que está crescendo no Brasil é a compra de Leads. Leads (ou indicações comerciais) são pessoas interessadas em adquirir um produto ou serviço que buscam informações sobre eles e estão aguardando um retorno para prosseguir com a compra. No Brasil há empresas que fazem toda a estratégia de marketing online para os clientes e cobram desse apenas por lead (indicação) gerada. O cliente não tem nenhum risco de mídia e não precisa se preocupar em criar site, peças de comunicação, email, etc. Empresas que trabalham com leads costumam ter até 40% de taxa de conversão de vendas sobre os leads recebidos.

– Seus concorrentes estão fazendo

Faça uma busca no Google por seu produto ou serviço e confira se seus concorrentes aparecem. Provavelmente vários já estão investindo em marketing online, mesmo neste período de crise.

Concorda agora que o marketing online pode ser uma alternativa criativa e diferenciada para sua empresa continuar gerando negócios e atraindo clientes mesmo em tempos de crise?

Comentários

Deixar um comentário